×

Conheça 4 exemplos de centrais de hidrelétricas subterrâneas do Brasil

Texto retirado do site Engenharia 360

A operação bem sucedida de uma usina de energia depende de muita engenharia – civil, elétrica, mecânica, computação, produção e mais. No caso das hidrelétricas, existem dois tipos de modelos de projetos que usam a pressão da água para a geração de energia elétrica sustentável. Um deles se baseia no uso de central subterrânea. Você pode entender melhor seu conceito através dos exemplos a seguir. Confira!

Usina Hidrelétrica de Itaipu

A Usina de Itaipu é, talvez, a usina de geração de energia elétrica mais famosa do Brasil. Ela está localizada na fronteira do Brasil com o Paraguai. E a mesma é, sim, um exemplo desse tipo de projeto de alta complexidade, que transforma a pressão da água em eletricidade. A saber, é normal que usinas hidrelétricas tenham plataforma sobre o solo. Porém, existem casos de estruturas construídas debaixo da terra.

Usina Hidrelétrica Governador Pedro Viriato Parigot de Souza

Esta usina está localizada no município de Antonina, no Paraná. Atualmente, ela é considerada a maior central hidrelétrica subterrânea do sul do Brasil; tendo 16,3 km² de área e capacidade de 1,5 milhões de m³. Nesse caso, é canalizada água de dois rios, que vai para o reservatório, com a canalização passando por um túnel de adução de 14,1 km – que foi escavado dentro de uma rocha e revestido de concreto armado -, atravessando a Serra do Mar paranaense, zona de montanhas extremamente altas. Já a casa de força é totalmente subterrânea. Além disso, há em funcionamento 4 turbinas, transformadores, sala de válvulas, sala de máquinas e o centro de operações e controle.

Usina de Salto Pilão

A Usina de Salto Pilão está localizada também no sul do Brasil, no município de Apiúna, em Santa Catarina. Ela foi construída em leito rochoso – decisão de engenharia visando menor impacto ambiental. Seu projeto é considerado pouco comum. Mas, ao mesmo tempo, apresenta alta tecnologia e padrões de qualidade, classificando seu sistema como sustentável.

Complexo Henry Borden

Por fim, este complexo está localizado na Serra do Mar, em Cubatão, São Paulo. O mesmo contém duas usinas de alta queda, sendo uma delas subterrâneas. Esta, por sua vez, é composta por seis grupos geradores, instalados no interior do maciço rochoso, em uma caverna de 120 m de comprimento, 21 m de largura e 39 m de altura. E cada gerador é movido por uma turbina Pelton acionada por quatro jatos d’água.

Fontes: COPELWikipédiaEmaeGazeta do PovoUninter.

Texto retirado do site Engenharia 360

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu e-mail para receber as novidades