×

Projeto de pesquisa em Engenharia de Estrutura recebe mais de 500 mil

Por Francisco Dias Neto (UEM)

O Departamento de Engenharia Civil (DEC), da Universidade Estadual de Maringá (UEM), sob a coordenação do professor Carlos Humberto Martins, teve o projeto de pesquisa aprovado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), recebeu, hoje (31), mais de meio milhão de reais para serem investidos na instituição.

Este projeto aprovado agora é um complemento de outro projeto já aprovado e divulgado na UEM, com recursos de 1,4 milhões de reais. A chamada aprovada esta neste link e o resultado final pode ser consultado aqui, na chamada n° 064/2022.

De acordo com Martins, o projeto é inovador porque utiliza uma nova forma de realizar simulações numéricas por computador. Em vez de usar computadores físicos em laboratórios da UEM, o projeto utiliza computadores virtuais de alto desempenho da Amazon Web Service em nuvem, conhecido como Processamento em Nuvem. Isso significa que não é mais necessário ter espaço físico ou comprar computadores, já que é possível usar computadores virtuais em nuvem e pagar pelo serviço de processamento de acordo com o tempo utilizado. Além disso, o sistema tem a vantagem de ser altamente seguro e proteger os dados, e também de nunca ser interrompido.

O projeto aprovado dará um novo salto de eficiência no grupo de pesquisa vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PCV/UEM) em Estruturas de Aço e Mistas de Aço-Concreto, que envolverá a Empresa ArcelorMittal, um dos maiores conglomerados de aço do mundo e também de pesquisadores da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Universidade Presbiteriana Mackenzie e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Sobre: CNPq é uma entidade ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações para incentivo à pesquisa no Brasil.

Fonte: Universidade Estadual de Maringá – UEM

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu e-mail para receber as novidades