×

ABNT – Normas regulamentadoras

Crea-PR e a participação na ABNT

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) surgiu em 1940, em uma época onde o grande problema para o cenário, tanto na construção civil quanto para ciências e pesquisa, era a inconsistência. Daquele tempo para cá, inúmeros padrões foram criados e os critérios de avaliação se tornaram universais. Graças à ABNT, os serviços ligados a todas as engenharias estão normatizados e orientam um padrão a seguir. O Engenheiro Civil João Augusto Barão Michelotto é o atual presidente do IBAPE-PR (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenhariado Paraná) e atua como representante do Crea-PR e membro integrante em revisão de normas regulamentadoras na ABNT. Neste momento, ele participa da revisão da Norma Perícias de Engenharia na Construção Civil – ABNT NBR 13752 – e na criação de nova Norma de Garantias das Edificações. Para ele, a participação do Crea-PR é fundamental. “O Crea está totalmente ligado às normas que dizem respeito as engenharias. Então, é de suma importância participar. Acredito que devemos ter uma organização de participantes das áreas afins por meio do Confea, porque as normas são nacionais”, avalia Michelotto, lembrando que qualquer um pode se inscrever e participar. “É obrigação dos engenheiros seguirem as normas. Mas, além de bem aplicadas, elas precisam passar por revisões de tempo em tempo, pois as coisas evoluem”, completa.

Revisão de normas na ABNT

A revisão de normas regulamentadoras na ABNT funciona, na prática, com a formação de grupos de pessoas interessadas e que trabalham na área. Elas ficam sob a coordenação da ABNT, que institui um secretário, um coordenador e demais membros do grupo. Depois, são agendadas reuniões, normalmente mensais, para pensar e discutir. “Cada um vai colocando sua opinião e aí debatemos exaustivamente. Mesmo sendo uma palavra, um termo, uma frase, temos que ser muito cuidadosos porque a norma fica muitos anos em vigor. Então, vale a pena investir um tempo maior antes da implantação”, conta Michelotto.

Antes da pandemia, os grupos se reuniam presencialmente, no caso da norma em revisão, em diversos estados do país. Hoje, as reuniões são virtuais, mas seguem uma agenda organizada para que todos possam participar. 

Convênio Crea-PR

A relação Crea-PR com ABNT vai além da participação de um representante na revisão de normas. Ela inclui um convênio que garante diversos benefícios para os profissionais. São eles:

  1. Os profissionais registrados podem ter acesso ilimitado às normas da ABNT e AMN (Associação Mercosul de Normalização), por meio da Plataforma ABNTColeção. O acesso acontece em pontos localizados em todas as inspetorias do Crea-PR e em algumas Entidades de Classe do Paraná.
  • Os profissionais registrados podem adquirir normas da ABNT e AMN com desconto de 66%, por meio da Plataforma ABNTCatálogo.
  • A parceria possibilita desconto de 50% nos cursos da grade de capacitação da ABNT para todos os profissionais registrados. O acesso também é feito pela plataforma ABNTCatálogo.

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu e-mail para receber as novidades