×

Crea-PR avança em ações de Governança Cooperativa e se posiciona diante de assuntos relevantes

Entenda de que forma o posicionamento do CREA-PR afeta o olhar da sociedade para o profissional de engenharia, agronomia e geociências

Proteger a sociedade e representar com seriedade os mais de 70 mil engenheiros, agrônomos e geólogos registrados no Paraná. Esse é o compromisso do Crea-PR, que tem buscado se posicionar cada vez mais diante de assuntos que influenciam a comunidade de alguma forma. “Nosso objetivo é estar presente nestes debates, contribuindo com o olhar das profissões afetas ao Sistema Confea/Crea, valorizando nossos profissionais e destacando a importância de termos cada vez mais especialistas habilitados atuando nos diversos segmentos da sociedade”, explica o presidente do Conselho, engenheiro civil Ricardo Rocha.

Conheça os posicionamentos do Crea-PR

Para o engenheiro civil Euclésio Finatti, assessor Parlamentar do Crea-PR, faz todo sentido que uma entidade dessa envergadura se posicione com relação ao que acontece no país. Para ele, as ações de posicionamento passaram a oferecer mais crédito para a atuação profissional dos engenheiros, agrônomos e geógrafos “Profissionais que às vezes até criticavam o Conselho começaram a identificar que um posicionamento institucional melhoraria a sua atividade. O anseio do profissional é ter reconhecimento e nossos posicionamentos demonstram publicamente que estamos fazendo essa defesa”, completa Finatti.

O reconhecimento foi certamente o maior ganho deste processo de posicionamento adotado pelo Crea-PR. E esse apontamento vem do planejamento estratégico, que hoje opera de forma sistêmica com o objetivo de olhar a sociedade de forma mais ampla.

Governança Cooperativa

Ouvir os seus pares para se nortear nas tomadas de decisões ou se posicionar é um trabalho que o Crea-PR realiza há 15 anos, por meio de um programa chamado Governança Cooperativa que busca a aproximação e a inter-relação entre inspetores, conselheiros titulares e suplentes e administração do Conselho, e destes com as Entidades de Classe, Instituições de Ensino, profissionais, empresas, órgãos públicos e sociedade. Toda a ação acontece através o de uma estrutura formal e sistematizada de encontros nas oito Regionais (Guarapuava, Maringá, Apucarana, Londrina, Pato Branco, Cascavel, Curitiba e Ponta Grossa) do Conselho.

Confira os objetivos da Governança Cooperativa do Crea-PR

Ainda este ano, a equipe de Governança Cooperativa deve:

  • Continuar contribuindo até que seja definido o modelo de concessão de rodovias,
  • Tratar e acompanhar outros assuntos como a alteração da lei de licitações, que envolve questões de obras públicas e serviços públicos relacionados às atividades de Engenharia, Agronomia e Geociências;
  • Acompanhar e discutir a desburocratização com relação ao planejamento urbano das cidades;
  • Avançar com o programa Agenda Parlamentar, que envolve contribuições nas gestões públicas por meio de reuniões com prefeitos, legisladores e associações de municípios. “Nosso objetivo é levar contribuições da categoria profissional das Engenharias, Agronomia e Geociências, que podem ser implementadas nos planos de governo”, explica Nalim.

Qualquer profissional que queira participar dos encontros deve contatar diretamente a Regional para receber as informações e o convite no momento oportuno.

Leia mais:

Crea-PR completa 87 anos e estreita o diálogo com a sociedade

Deixe seu comentário

Deixe seu e-mail