×

O papel da comunicação no relacionamento com os clientes

Veja como empresas de Engenharia e agronomia apostam na comunicação para gerar confiabilidade e segurança para seus negócios

Tanto na área das Engenharias, quanto no agronegócio, existe uma complexidade na jornada de compra dos clientes, seja pelo valor agregado do investimento, no caso de imóveis, ou pela necessidade de um produto de extrema confiança, como no caso de produtos agrícolas, base de toda a cadeia de produção rural. Nesse cenário a comunicação é de extrema importância. Especialista em comunicação para grandes incorporadoras e empresas de Engenharia, Rodrigo Werneck, diretor da Agência Cupola, explica que os consumidores que levam mais tempo na tomada de decisão consideram muitas variáveis e uma delas é o histórico e consistência da marca de uma empresa.

“A comunicação ajuda a transmitir segurança e agregar valor ao profissional que atua neste tipo de mercado. Para isso é importante que a comunicação seja aderente ao perfil do público, porque isso vai determinar a abordagem, seja mais focada em promoções, preços, ou estilo de vida e histórico de marca. O ponto central da comunicação é ter um profundo entendimento deste público-alvo”, alerta o especialista.

FOCO NO PUBLICO ALVO

Pensando em atender a uma necessidade do público, a Reymaster – distribuidora de materiais elétricos e de conectividade, adotou a plataforma Salesforce, ferramenta digital de CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente).  Para isso, foi realizada uma capacitação continuada das equipes com cursos on-line, que“capacitaram gestores e vendedores, tanto para a utilização adequada das funcionalidades das tecnologias da informação, quanto para promover um atendimento qualificado aos nossos clientes”, frisa Marco Stoppa, sócio-diretor da empresa.

Paulo Bertolini, proprietário da Calpar, também pensa suas estratégias de comunicação com foco no público-alvo. Com 53 anos de mercado, 95% das vendas são realizadas por meio de busca ativa do cliente. Além disso, as ações de comunicação mostram outros resultados. Uma pesquisa realizada em 2012 diagnosticou que mais de 80% dos entrevistados indicou a marca como a mais lembrada desse mercado.

A forma e mensagem também são um desafio neste setor. “Todo ano criamos uma campanha com mensagem diferente, reforçando o aspecto institucional, falando da marca e não do produto. Tentamos nos comunicar com o produtor falando do benefício que o produto traz quando bem utilizado pelo agricultor”, explica Bertolini.

COMO A COMUNICAÇÃO PODE BENEFICIAR UMA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO CIVIL

Conforme informações de uma plataforma de soluções para empresas da área, uma comunicação integrada, com uma ferra- menta acessível e atualizada de forma constante, permite que as equipes trabalhem de forma sincronizada. Não é necessário armazenar atualizações manuais, difíceis de controlar e que não proporcionam visualização facilitada, como é o caso do e-mail.

A tomada de decisão acontece de forma mais rápida, pois as informações estão disponíveis em qualquer dispositivo com acesso à Internet. Dessa forma, os profissionais acessam esses dados e conseguem trocar ideias e definir de forma rápida sobre o melhor direcionamento.

Na obra, o engenheiro ganha agilidade, reduzindo o tempo gasto em atividades operacionais e se dedicando mais às estratégicas. O planejamento e sua revisão são etapas decisivas para a condução e entrega da obra, por isso esse processo deve ter a mínima possibilidade de erro.

MARKETING NA ENGENHARIA

Para começar a pensar em investimento em comunicação em uma empresa, existem alguns pontos iniciais importantes.

Definir o posicionamento da empresa. Para produzir qualquer conteúdo de comunicação é preciso saber quais são os objetivos da empresa. E para criar um posicionamento é importante definir os objetivos do negócio e os valores da marca. Não se trata somente de criar uma lista de serviços oferecidos, mas pensar no significado desse trabalho, para a empresa, a equipe e para os clientes. O posicionamento também precisa considerar o público da empresa; diferenciais competitivos em relação à concorrência; problemas que o público enfrenta e como a empresa pode resolvê-los.

Criar um site para portfólio e informações de contato. Com as pesquisas pelos serviços por meio do celular, isso é essencial para ser visto. É a forma mais efetiva para construir um canal oficial e facilitar o contato dos clientes. Esse espaço reúne todas as informações da empresa, serviços prestados, contatos, blog, mostrar os trabalhos realizados e os depoimentos de clientes satisfeitos.

Definir uma estratégia de criação de conteúdo vai direcionar a comunicação da marca. Isso é feito com a definição da linguagem utilizada, diferenciais que devem ser destacados, tipos de conteúdo que serão trabalhados, formas de interação com o público e outros detalhes. Tudo isso vai mostrar porque o cliente deve escolher a empresa.

Selecionar canais de comunicação. Com a estratégia de conteúdo definida, o próximo passo é definir os canais que serão utilizados: blog, redes sociais, como conseguir destaque entre tantas empresas. Esse objetivo é alcançado quando a organização analisa o seu público, suas principais necessidades, dúvidas, dores e mostra como tem soluções para ele com seu conteúdo.

Outro filtro para escolher os canais é analisar onde a concorrência ainda não chegou e explorar esses meios. Mas, a empresa pode estar onde estão todas e ter resultados positivos fazendo um trabalho bem direcionado.

Investir em publicidade na inter- net. Criando canais fortes com conteúdo relevante para o público é possível conseguir resultados bons de maneira orgânica (não paga). Mas, investir em publicidade é dar um plus na sua estratégia de marketing.

“A comunicação ajuda a transmitir segurança e agregar valor ao profissional que atua neste tipo de mercado.”

Deixe seu comentário

Deixe seu e-mail