×

Planejamento ágil garante avanços no CREA-PR

Novo ciclo de ações do planejamento estratégico foca em melhorias na experiência do usuário, fiscalização e na proposição de leis e políticas públicas

Ancorado em princípios de métodos ágeis, o que inclui auto-organização, colaboração, equipes multidisciplinares, informações sistematizadas e métricas diversas de avaliação, o Crea-PR vem trabalhando seus indicadores e iniciativas para concretizar todos os objetivos presentes no Mapa Estratégico para 2021-2023.

Para 2022, com o segundo ciclo de ações estratégicas em andamento, a entidade foca em melhorias no processo de relacionamento e comunicação, fiscalização e na proposição de leis e políticas públicas.

“Nosso planejamento traz uma visão de três anos, mas estabelece a flexibilidade necessária para que possamos implementar uma série de melhorias em ciclos semestrais e anuais, promovendo um direcionamento claro para que toda entrega seja de valor”, explica o superintendente do Crea-PR, engenheiro agrônomo Celso Roberto Ritter.

Essa visão, acrescenta, “permite dar eficiência no atendimento aos profissionais de Engenharia e atender aos interesses da sociedade”.

“Um dos principais cuidados ao estabelecer objetivos é observar o mínimo produto viável. Ou seja, garantir que existam entregas incrementais em pequenos ciclos, capazes de gerar aprimoramentos contínuos nos desafios propostos ou nos problemas identificados, até o cumprimento integral de todas as ações”, detalha o superintendente.

Para isso, cada líder de equipe, em conjunto com seu time de colaboradores, tem autonomia e flexibilidade para realizar a gestão de riscos e até eventuais mudanças para garantir que os processos acordados em cada plano de ação sejam cumpridos. Consultores indicados também acompanham esse trabalho, fazendo a interação com a direção do Crea-PR, quando necessário.

Vale ressaltar, todos os planos de ação devem respeitar os recursos previstos no Plano Plurianual e no orçamento anual da entidade. “Esse é um ponto de atenção importante, já que o Crea-PR mantém suas atividades com orçamento próprio. Ademais, como outras instituições e empresas, precisamos ficar atentos ao cenário político, econômico e social, além de regulamentações legais”, discorre Ritter.

NOVO CICLO DE AÇÕES E DESAFIOS

Em cada ciclo, são desenvolvidas ações focadas em cada um dos objetivos estratégicos, porém alguns temas são considerados prioritários. “Neste ciclo, temos três focos extremamente importantes, considerando principalmente as mudanças de cenário provenientes da pandemia, a necessidade de inovação e, também, o período eleitoral de 2022”, detalha Patricia Moresco, do Departamento de Planejamento e Controle Interno.

No âmbito da fiscalização, o principal foco está na implantação de novas tecnologias, com o objetivo de elevar a eficiência e a abrangência da fiscalização de rotina. Em paralelo, ações de melhoria no processo de averiguação da conduta profissional também estão em andamento e são consideradas prioritárias.

Já no tocante ao cenário político-eleitoral, as ações visam ampliar a participação do Crea-PR na criação e implantação de leis e políticas públicas junto aos legisladores e gestores públicos. No ciclo passado, por exemplo, importantes ações foram desenvolvidas no contexto da Agenda Parlamentar e na aprovação de Estudos Básicos de Desenvolvimento Municipal. Agora, as ações previstas envolvem uma interação direta com os parlamentares paranaenses.

SATISFAÇÃO DO CLIENTE

A “experiência dos usuários” no relacionamento com o Crea-PR é outro ponto de atenção prioritário nas ações estratégicas em curso. Iniciativas já estabelecidas envolvem simplificação de linguagem, desburocratização de processos e novos canais de atendimento, mas é a partir do estudo detalhado desse comportamento, que outras mudanças vão sendo colocadas em prática.

“Seja no uso dos nossos sistemas e serviços, na comunicação de produtos ou serviços, ou ainda na política de atendimento adotada nos diversos canais (pessoal, telefônico, protocolos, redes sociais, etc), é preciso garantir que a experiência dos clientes e usuários seja positiva”, avalia Patricia Moresco.

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Conheça todas as metas e desafios propostos para o segundo ciclo de ações, que teve início em dezembro de 2021 e prevê entregas pontuais ao longo de todo o ano de 2022. Ao todo, são 12 metas, com resultados a serem atingidos ou melhorados, e mais cinco ações estratégicas que visam implantar mudanças consideradas indispensáveis, como a consolidação de um novo modelo de relacionamento com o cliente – mais simples, moderno e com desburocratização nas interações.

Deixe seu comentário

Deixe aqui seu e-mail para receber as novidades